AMFRI ESTUDA POSSIBILIDADE DE IMPLANTAÇÃO DE COLEGIADO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO


Foto: Lyandra Machado/AMFRI


Nesta sexta-feira, será deliberada na Assembleia de Prefeitos, na AMFRI (Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí), a proposta de criação do Colegiado de Desenvolvimento Econômico. O objetivo do colegiado é oferecer integração entre os gestores públicos, gerar conhecimento sobre políticas públicas, além de parcerias com instituições ligadas ao desenvolvimento econômico e inovação da região. O exemplo vem de algumas associações de municípios do Estado de Santa Catarina, que obtiveram como mentor Piter Santana, Presidente da Ampe Metropolitana (Associação Metropolitana de Micro e Pequenas Empresas e dos Empreendedores Individuais – Florianópolis), que auxiliou pela criação do colegiado com esta temática em outras regiões do Estado.


Santana afirmou que “a integração entre os municípios e as associações é fundamental. A região da Foz do Itajaí tem 11 municípios, que são 11 histórias com uma mesma base e uma mesma necessidade: ampliar os investimentos para potencializar as qualidades de cada município”.


Por se tratar da primeira reunião, foi conduzida pelo Secretário Executivo da associação, Célio Bernardino, que explicou os benefícios dos colegiados existentes na AMFRI, no apoio a implementação de políticas públicas nos municípios, e destacou a relevância de incentivar a área de desenvolvimento econômico. Célio colocou a AMFRI e a equipe técnica à disposição dos gestores.


Na ocasião, os participantes se apresentaram e sugeriram propostas de ações para o colegiado e concordaram que este fórum também é importante para a troca de informações e experiências.


Também participou da reunião o Diretor Executivo do Consórcio Intermunicipal Multifinalitário (CIM-AMFRI), João Luiz Demantova, informou que o consórcio possui câmara técnica que atende a área em questão e as demandas do colegiado podem ser conduzidas ao consórcio. “O fortalecimento do desenvolvimento econômico contribui para que os municípios sejam contemplados com diversas oportunidades e tenha possibilidade de atrair investimentos, já que a nossa região é muito promissora”, conclui João.


Fonte: AMFRI