top of page

GESTÃO DE NEGÓCIOS: ABANDONE O ESTRESSE E VIVA O SUCESSO


O ano começou com muitas decisões no mundo empresarial. A jornada de gerenciamento de negócios é desafiadora e esta é a hora de idealizar novos projetos, executar ações e traçar metas para as equipes. Junto às oportunidades, responsabilidades e busca pelo sucesso, surgem também preocupações. Segundo estudo da startup de pesquisas Pulse, 56,3% dos diretores executivos relataram que se sentiam estressados e sobrecarregados. O levantamento é de 2020 e foi realizado com mais de sete mil profissionais em 84 empresas brasileiras.


Instabilidade econômica e política, excesso de trabalho, carência de mão de obra e de líderes qualificados e a própria dificuldade em delegar tarefas estão entre as maiores causas de estresse apontadas entre os empresários atendidos por Jociane Rigoni, mentora empresarial e treinadora de equipes na região de Itapema. “Estes fatores acabam sobrecarregando os gestores, fazendo com que levem os negócios como se estivessem sozinhos e alimentem um alto nível de exigência pessoal”, ressalta Jociane, que também é empresária.


O primeiro passo apontado, pela treinadora aos gestores, é traçar um planejamento estratégico alinhado com metas, prazos e equipe. “Feito isso, é hora de delegar funções para que seja possível sair de afazeres operacionais e utilizar tempo para focar na empresa. Sempre me questiono e pergunto aos meus clientes: se você está fazendo seu negócio andar, quem está o fazendo crescer?”, argumenta Jociane.


Segundo ela, quando o gestor tem controle sobre a empresa, com planejamento e rotina alinhados e uma equipe confiante e engajada, os resultados são segurança, controle das emoções e redução do estresse. Para alcançar esse nível é necessário lidar com as pressões e estabelecer prioridades no cotidiano.


Jociane relata que técnicas de gerenciamento de tempo, como agendas eletrônicas, meditação, pausas programadas, entre outras ações, podem ser hábitos úteis, mas são pouco efetivos se não estiverem aliados à conduta pessoal do empresário.

“Tenho dito que, praticamente, nunca é sobre o trabalho e sim sobre o proprietário. Como ele gerencia sua vida vai interferir em como gerencia sua empresa. Muitas das vezes ele escolhe a ocupação profissional em detrimento de tirar férias e passar tempo com a família”, afirma a mentora, que tem mais de 15 anos de experiência em liderança de equipes.


Ela atribui o sucesso profissional, pessoal e empresarial ao equilíbrio. “O mundo empresarial é feito de decisões o tempo todo. Primeiro vem você, sua saúde e sua família. Depois sua empresa e uma rotina de prioridades inegociáveis. Cabe a você decidir dar pausas e não negociar isto consigo”, conclui.


Jociane Rigoni é doutora em Logística e pós-doutora em Gestão pela Universidade Jaume I, na Espanha. Já ministrou mais de 50 mil aulas em diferentes cursos de graduação e pós-graduação no Brasil e Exterior. Além de empresária, é esposa, mãe e corredora amadora.

Foto: Ândrea Schumacker

whatsapp-g975d2881e_1280.png
bottom of page