PREVISÃO DE CRESCIMENTO DA CAIXA DEVE AMPLIAR CRÉDITO IMOBILIÁRIO


Foto: Geralt/Pixabay


O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, apresentou os resultados do banco na Habitação em 2021. Durante o evento, o executivo anunciou que o banco terá, neste ano, um crescimento de pelo menos 10% em relação a 2021. De acordo com Guimarães, janeiro já começou com recorde histórico. “Teve recorde em financiamentos próprios, da poupança, e recorde do financiamento da habitação popular, porque basicamente todos os projetos do programa Casa Verde e Amarela são realizados pela Caixa. Porque nós sabemos fazer e temos o balanço mais sólido”, disse.


Segundo os resultados divulgados sobre Habitação em 2021, foram R$ 346,8 bilhões em valores contratados, 1,80 milhão de imóveis financiados, 6.816 novos empreendimentos contratados e 862.162 unidades contratadas. Além disso, são 7,16 milhões de pessoas com casa nova e 2,45 milhões de empregos diretos e indiretos. A carteira de crédito imobiliário da Caixa conta com R$ 553,8 bilhões. São 6,01 milhões de contratos ativos, 7,59 mil obras em andamento e 1,01 milhão de unidades em produção. Além de 66,3% em ‘market share’ da carteira – novembro de 2021.


A evolução de contratações, no período de janeiro a dezembro de 2021, resultou em R$ 140,6 bilhões. O número representa 21% a mais que em 2020, 56,1% a mais que em 2019 e 74,5% a mais que em 2018. Segundo Guimarães, em 2021, foram 616.019 unidades habitacionais e 2,46 milhões de pessoas com casa nova. Já sobre a evolução de contratações pelo Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE), de janeiro a dezembro de 2021, foram contratados R$ 82,8 bilhões. O número representa 54% a mais que em 2020, 212,1% a mais que em 2019 e 513,4% que em 2018.


Para Guimarães este crescimento vem porque o balanço da Caixa está mais sólido do que nunca. “Temos um volume de financiamento potencial dado pela poupança, que é recorde. Isso significa mais crédito imobiliário, mais empregos, e que mais gente possa ter acesso à casa própria”, afirma. Sobre o programa Casa Verde e Amarela, Guimarães ressaltou que dezembro de 2021 foi o melhor mês de contratação, sendo 19,3% maior que o mês de março – o segundo melhor.


Segundo os dados, R$ 57,8 bilhões foram aplicados ao programa Casa Verde e Amarela em 2021. Guimarães ainda destacou que 99,99% dos recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) são aplicados pela Caixa. Sobre a evolução de contratações para empresas, R$ 31,3 bilhões de recursos foram contratados pelo setor da construção civil em 2021. Foram 2.493 empreendimentos (novos canteiros de obra) e 325.579 unidades habitacionais contratadas. O número representa uma alta de 27,1% em relação a 2020, 51,3% em relação a 2019 e 93% em relação a 2018.


Fonte: CBIC

whatsapp-g975d2881e_1280.png