QUATRO MESES - MAIS DE 1,3 MILHÃO DE EMPRESAS SÃO CRIADAS

Número foi registrado pelo boletim do Mapa de Empresas, que apontou tempo médio de um dia e 16 horas para abertura de empresas no Brasil. O primeiro quadrimestre de 2022 registrou a abertura de mais de 1,3 milhão de empresas no país. O saldo no período ficou positivo, com 808.243 empresas abertas, descontadas as 541.884 empresas fechadas nos primeiros quatro meses do ano. Com esse resultado, o total de empresas ativas no país subiu para 19.373.257.

Foto: Marchukphotographer/Pixabay


Essas informações fazem parte do boletim do Mapa das Empresas, referente ao primeiro quadrimestre de 2022. A ferramenta foi publicada pela Secretaria Especial de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia (Sepec/ME), na segunda-feira 6/6, com indicadores sobre o quantitativo de empresas registradas no país e o tempo médio necessário para a abertura de empresas.


O tempo para a abertura de empresas no país é, em média, de um dia e 16 horas. Até o fim de 2022, a abertura de empresa poderá ser feita em um dia no país, segundo estimativa do Departamento Nacional de Registro Empresarial e Integração (Drei) da Sepec. Lançado em janeiro de 2020, o boletim está em sua sétima edição e indica que a digitalização de serviços é uma das causas da redução do tempo médio de abertura de empresas no Brasil.


As micro e pequenas empresas (MPEs) representam 99% do total das empresas brasileiras, são responsáveis por 62% dos empregos e por 27% do Produto Interno Bruto (PIB), de acordo com o documento. Além disso, mais de 40% dos microempreendedores individuais (MEI) são mulheres empreendedoras.


Tocantins foi o estado que apresentou o maior crescimento percentual de empresas abertas no primeiro quadrimestre de 2022. O Amapá foi o único estado a registrar queda. Sergipe foi a unidade da Federação que apresentou o menor tempo de abertura de empresas no primeiro quadrimestre de 2022: 15 horas. A Bahia registrou o maior tempo de abertura de empresas no Brasil: três dias e 17 horas. Entre as capitais, o destaque ficou com Aracaju, que conquistou o posto de mais ágil abertura, com tempo médio de apenas 8 horas. No outro extremo, Salvador teve o desempenho mais baixo entre as capitais, com tempo de 4 dias e 18 horas em média para abrir um novo negócio.


FONTE: MINISTÉRIO DA ECONOMIA/GOVERNO FEDERAL

whatsapp-g975d2881e_1280.png