ROTAS ELETRIFICADAS - SC TEM O MAIOR CORREDOR ELÉTRICO DO PAÍS


Foto: Michael Schwarzenberger/Pixabay


O desenvolvimento tecnológico trouxe possibilidades viáveis para a área de mobilidade urbana alinhada à sustentabilidade. Ciente disso, a Celesc, por meio do seu programa de P&D/Aneel, e o Governo do Estado de Santa Catarina, em parceria com a Fundação Certi, vêm apostando na infraestrutura de recarga espalhada por toda a sua área de concessão, para dar autonomia a veículos elétricos. O programa deu origem ao Corredor Elétrico Catarinense — um dos maiores do Brasil, com mais de 1.500 quilômetros de rotas eletrificadas em sua totalidade.


Lançado no fim de junho, o Corredor conta com 34 estações, com cerca de 60 plugues para uso, de recarga instaladas de Norte a Sul e de Leste a Oeste de Santa Catarina, interligando os estados do Sul via BR-101. Há também um aplicativo para celular para verificar se há estações de carregamento disponíveis para recarga de veículos.


O projeto conta com R$ 7,1 milhões em investimentos da Celesc e cerca de R$ 200 mil de parceiros selecionados por chamada pública. Para o presidente da Celesc, Cleicio Poleto Martins, o corredor elétrico é um importante marco, que coloca o Estado na vanguarda do setor elétrico. “´É importante que uma via dessa magnitude conecte os estados do Sul do país por meio da BR-101, que tem grande circulação de veículos, e também é fundamental a sua interiorização por rodovias como a BR-282, por onde é escoada grande parte da produção catarinense. Isso é visão de planejamento para o futuro”, destaca.


Hoje, o corredor elétrico conta com estações rápidas e semirrápidas. A diferença entre elas é o tempo de duração, visto que as semirrápidas disponibilizam baixa potência e são usadas para recargas públicas em centros urbanos, enquanto as rápidas proporcionam alta potência e são capazes de realizar cargas em até 40 minutos.


Fonte: CELESC

whatsapp-g975d2881e_1280.png