top of page

MADEIRA COMPENSADA, BUSQUE FORNECEDORES DE EXCELÊNCIA PARA SUA OBRA


Foto: Divulgação Brasil Forte Madeiras


Localizada em Tijucas, a Brasil Forte Madeiras destaca-se como uma referência na distribuição rápida e eficaz de madeira compensada, portas e batentes para toda a região. Com uma loja situada na Avenida Vilson Lemos, 486 (Via marginal da BR 101), a empresa oferece a opção de entrega diretamente na obra do cliente ou retirada no local. A empresa disponibiliza uma ampla variedade de produtos, incluindo compensado naval, plastificado e tapume de diversas espessuras, confeccionados em madeira de pinus ou eucalipto. Atende uma vasta área, que abrange Tijucas, Tijuquinhas, Biguaçu, São José, Florianópolis, Canelinha, São João Batista, Porto Belo, Bombinhas, Itapema, Balneário Camboriú, Itajaí e regiões adjacentes.

A Brasil Forte Madeiras trabalha focada em oferecer produtos de qualidade e atendimento de excelência. O compensado oferecido possui certificações importantes, como as do Programa Nacional de Qualidade da Madeira (PNQM), Mercado Norte Americano, e Mercado Comum Europeu (CE). Estes produtos são feitos com matéria-prima oriunda de reflorestamento, garantindo a preservação ambiental e a rastreabilidade da cadeia produtiva, conforme a certificação FSC.


“Nossos painéis compensados atendem aos rigorosos requisitos da norma Europeia EN 13986: 2004 + A1: 2015, garantindo seu uso em ambientes úmidos na construção civil. Com a certificação CE 2+, são produtos estruturais com baixa emissão de formaldeído (E1), garantindo durabilidade e segurança em construções na maioria dos países europeus”, explica o sócio-gerente, Wagner Munaretto.


Adicionalmente, o fabricante informa possuir a ordem executiva do Califórnia Air Resources Board (CARB), que aprova o uso de resinas NAF/ULEF, atendendo aos requisitos do CARB ATCM 93120 e EPA TSCA Title VI. A certificação FII também reconhece a conformidade e qualidade do fabricante para produzir madeira compensada estrutural segundo o padrão voluntário OS 1-19 dos EUA.


“Contamos com a certificação CE4, garantindo alta durabilidade de colagem, baixa emissão de formaldeídos e resistência à deterioração para uso não estrutural na construção civil. O processo produtivo é rigorosamente controlado, com inspeções rotineiras e testes laboratoriais de imersão, vácuo, fervura e secagem, além de flexão para avaliar a resistência das chapas”, finaliza Munaretto.

Comments


news1.fw.png
bottom of page