SC: ECONOMIA CRESCE PELO SÉTIMO MÊS

A atividade econômica estadual está 8,1% acima do patamar pré-pandemia. Exportações de insumos da construção para os EUA também registraram expansão na atividade industrial catarinense.


Nos primeiros sete meses deste ano, Santa Catarina registrou crescimento de 2,2% na atividade econômica, em comparação ao mesmo período de 2021. O resultado ficou próximo da média nacional, de 2,5%. Segundo análise do Observatório FIESC, a indústria catarinense mostra sinais de aceleração nos últimos meses, reduzindo a queda no acumulado do ano, com a quarta alta mensal consecutiva em julho.


“Estamos em pleno ritmo de produção, contribuindo com a geração de emprego e renda no estado, e o empresário industrial tem uma contribuição importante nesse resultado, pois onde há indústria, há desenvolvimento econômico”, afirma o presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar.


Esse movimento reflete a normalização gradativa da oferta global de insumos industriais, além da retomada de segmentos da indústria como o de máquinas e equipamentos, produtos de plástico e automotivo.


As atividades das indústrias de alimentos, incentivadas pelo aumento das vendas externas de carnes de aves e suína, bem como pelas exportações de insumos da construção para os EUA também registraram expansão na atividade catarinense.


“Na variação mensal, a economia catarinense cresceu 0,6%, o que representa a sétima alta consecutiva. No comércio ampliado, houve alta de 3,1% no acumulado do ano, enquanto a média nacional registrou queda de 0,8%. O setor vem sendo incentivado pelas vendas de veículos, motocicletas, peças e acessórios, categoria mais representativa do setor automotivo no estado”, destacou a economista do Observatório FIESC, Mariana Guedes.

Fonte: FIESC

whatsapp-g975d2881e_1280.png