SC RECUPERA VOLUME DE PRODUÇÃO INDUSTRIAL DO PRÉ-PANDEMIA


Foto: Capri23 Auto/Pixabay


A produção industrial catarinense de novembro avançou 5% em relação a outubro – o segundo maior crescimento entre os estados brasileiros no período, atrás apenas do Mato Grosso. Conforme análise do Observatório FIESC, o resultado recuperou parte das quedas sofridas nos dois meses anteriores – retornando a um patamar de produção industrial superior ao período pré-pandemia. O resultado de Santa Catarina segue com a maior expansão na atividade industrial do país em 2021. O crescimento de 12,4% representa mais que o dobro da média nacional de 4,7%. Para o presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar, a indústria catarinense desponta em crescimento da produção na comparação com outros estados do país. “O resultado reflete a diversidade, a competitividade do nosso parque fabril e a competência dos industriais, que avançam apesar das adversidades”, afirma.


No terceiro trimestre, o setor cresceu 3,9% no Brasil em relação ao segundo trimestre de 2021. Em Santa Catarina, foram 17 mil novas vagas de emprego criadas no segmento entre janeiro e novembro de 2021. Segundo o economista do Observatório FIESC, Marcelo de Albuquerque, a atividade metalúrgica vem sendo impulsionada pelo bom momento da construção, tanto no País quanto no estado. “No acumulado de janeiro a novembro de 2021 na comparação com o mesmo período de 2020, o setor da Metalurgia obteve o melhor desempenho”, completa. A expansão foi de 49,5%.


A fabricação de veículos automotores foi outro destaque da indústria catarinense, com expansão de 41,2% no acumulado do ano. Conforme o Observatório FIESC, apesar da escassez de insumos e das dificuldades logísticas ainda se mostrarem presentes, 2021 mostrou uma retomada da produção automobilística a partir do setor de autopeças e carrocerias. O setor de Celulose e Papel também teve um bom desempenho ao longo de 2021, registrando um crescimento de 13,9%, superior ao crescimento nacional de 3,2% e criação de 1,3 mil novos postos de trabalho. Santa Catarina possui a quinta maior produção do setor, com destaque para a produção de papel kraft.


Fonte: FIESC