Buscar
  • Vizzotto Editora

Selic em 2% estimula setor produtivo, sem riscos ao cumprimento da meta de inflação


Foto: Arquivo/CNI


A Confederação Nacional da Indústria (CNI) entende como acertada a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central do Brasil (BC) de manter em 2% ao ano a taxa básica de juros (Selic). 

De acordo com o presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, a Selic encontra-se em um patamar que incentiva o financiamento da produção e do investimento. “Os juros baixos têm contribuído, ao lado dos programas emergenciais de crédito, para a queda no custo do crédito neste momento de intensa necessidade de financiamento das empresas para a manutenção dos empregos, para o pagamento de despesas fixas e para a retomada das atividades”, afirma Robson Braga de Andrade.

Além disso, mesmo com a recente elevação dos índices de preços ao produtor, não há expectativa de aceleração dos preços de bens e serviços, medida pelo IPCA, que possa ameaçar o cumprimento da meta de inflação para 2020, de 4% ao ano.


Fonte: Agência CNI de Notícias

7 visualizações

Centro Empresarial Sibara

Avenida Brasil, 1500, sala 317

Centro | Balneário Camboriú

88.330-901

CONTATO:  (47) 3264.9639  |  3361.0191   |   3398.3820   |   9936.0147

Copyright © 2018 Vizzotto Editora - Todos os direitos reservados.