Buscar
  • Vizzotto Editora

Sondagem CNI/CBIC mostra melhor cenário para o setor



Gerd Altmann/Pixabay

A Sondagem Indústria da Construção do terceiro trimestre de 2019 foi divulgada em 25 de outubro. A divulgação foi feita pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), com apoio da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), e indica que o setor da construção mantém o cenário de melhora que vem sendo observado desde o início do ano, o que faz com que os empresários da construção mantenham otimismo em relação ao seu nível de atividades, ao lançamento de novos empreendimentos, à compra de matérias primas e à geração de empregos.


“Mesmo caminhando a passos ainda lentos, o setor da construção já consegue gerar importantes vagas com carteira assinada no mercado de trabalho e dar mais dinamismo à economia nacional. Ainda falta muito para a construção retomar o patamar de anos anteriores, mas não se pode deixar de ressaltar a importância do fato de que o setor parou de piorar”, destaca a economista do Banco de Dados da CBIC, Ieda Vasconcelos.

Ociosidade na construção é a menor nos últimos cinco anos


Um dos destaques da sondagem é a Utilização da Capacidade de Operação (UCO) da indústria da construção, que alcançou em setembro o melhor resultado (62%) do indicador de condição financeira, desde dezembro de 2014.


“Entretanto, isso não significa que a construção como um todo está bem. Os atrasos nos pagamentos do Programa Minha Casa, Minha Vida podem reverter o cenário mais positivo instalado até agora e levar a um grande desemprego nos próximos meses. É preciso ter consciência de que os cortes orçamentários e atrasos nos pagamentos do programa não promovem atraso somente no setor da Construção. Promovem atraso social e econômico no País”, completa Vasconcelos.


Problemas mais enfrentados pela indústria da construção


Na Sondagem, os empresários apontaram as maiores dificuldades enfrentadas pelo setor no terceiro trimestre do ano, relacionadas ao ambiente de mercado. São elas:

Elevada carga tributária – aumento de 3,2 pontos percentuaisDemanda interna insuficiente – recuo de 1,8 ponto percentual na comparação trimestralBurocracia excessiva – avanço de 6.3 ponto percentual


Veja a íntegra da Sondagem Indústria da Construção realizada de 1º a 11 de outubro junto a 490 empresas do setor da construção, sendo 175 de pequeno porte, 203 de médio e 112 de grande porte.


Fonte: CBIC

15 visualizações

Centro Empresarial Sibara

Avenida Brasil, 1500, sala 317

Centro | Balneário Camboriú

88.330-901

CONTATO:  (47) 3264.9639  |  3361.0191   |   3398.3820   |   9936.0147

Copyright © 2018 Vizzotto Editora - Todos os direitos reservados.